artigo

artigo

Data

20/05/2022

Dicas da Semana – A inclusão começa por você 20/05/2022

Dicas da Semana – A inclusão começa por você 20/05/2022

Data

20/05/2022


Que tal aproveitar o frio do final de semana para “maratonar” séries e ainda aprender mais sobre Diversidade e Inclusão? Hoje trouxemos 6 séries clássicas que abordam temas importantes como Racismo, Obesidade, Homossexualidade e Gênero.

Grace and Frankie

HOMOSSEXUALIDADE E DIVERSIDADE ETÁRIA

Para quem nunca viu (e não sabe o que está perdendo) o enredo é basicamente este: depois de serem abandonadas por seus maridos, que revelam que além de sócios, são amantes que decidiram sair do armário e se casar, duas mulheres completamente diferentes de mais de 70 passam a morar juntas. Grace é burguesa, fina. Frankie é uma filha de Woodstock que resolve seus problemas fazendo rituais místicos, tomando chá de cogumelo e fumando baseados.

A dupla formada por Grace e Frankie, em todos os episódios, passa por aventuras incríveis, hilárias, e dá lições de sororidade (o verdadeiro amor entre mulheres).

No momento, Jane Fonda (Grace), tem 84 anos. Lily Tomlin (Frankie), 82. Martin Sheen (Robert) e Sam Waterston (Sol) têm 81. E o mais bacana é que os autores do seriado não fogem disso.  Todas as questões da velhice são tratadas com ternura e muito humor.

Cara Gente Branca

RACISMO

Com apenas uma temporada, a série Dear White People (Querida gente branca) mostra os problemas causados pelo racismo sofrido por pessoas negras em uma universidade majoritariamente branca. Temas como: colorismo, ocupação de espaços por parte dos negros, solidão da mulher negra, racismo institucional, além da violência policial contra pessoas negras são abordados em curtos episódios de 45 minutos. Uma série que certamente tira qualquer pessoa – negra ou não negra – de sua zona de conforto.

This is Us

RACISMO E OBESIDADE

Poderia ser mais um drama familiar, se não fosse pelo fato de trazer tantas questões latentes e importantes da sociedade. This is us é constituída por dois planos. No plano que se passa nas últimas décadas do século XX temos Jack e Rebecca um casal jovem branco de Pittsburg que espera o nascimento de trigêmeos e acaba por perder um dos filhos durante o parto. Por conta disso, eles adotam uma criança negra.

No segundo, cerca de trinta e seis anos depois vemos a família com os filhos já adultos. Os trigêmeos passam por diferentes situações individualmente. Kate tenta lidar com a obesidade, Kevin está insatisfeito com o seu trabalho como ator em um sitcom, onde é hipersexualizado, e Randall está casado com uma mulher negra e tem duas filhas também negras.

A série nos dois recortes temporais traz reflexões importantes e apresenta como as relações familiares podem ser diferentes em períodos distintos e situações étnicas também.

Modern Family

GÊNERO

É um sucesso desde 2009 e traz a história de três famílias que na verdade fazem parte de um grande quadro familiar.  Além de divertida, com episódios curtos, a série debate questões de gênero, trata de assuntos como a adoção de crianças por pais homossexuais e diversidade étnica.

The Get Down

ENFRENTAMENTOS CULTURAIS E ÉTNICOS

Os The Get Down Brothers, grupo formado pelos meninos do Bronx, periferia de Nova York, tentam fazer hip-hop e rap no fim dos anos 70. Entre sprays de grafitti e discos de vinil é possível acompanhar sonhos da periferia que desejam alcançar o mundo.

The Get Down é uma superprodução musical da Netflix que apresenta, através de um enredo ficcional com características documentais, como emergiu o hip-hop e o grafitte nos subúrbios de Nova York e como funcionava o sucesso da música Disco. Na série são debatidos assuntos relacionados a condição de ser negro, a arte vinda da periferia e as relações entre os grupos que vivem nas áreas menos privilegiadas da cidade.

ATYPICAL

NEURODIVERSIDADE

Acompanha a jornada de um adolescente que está no espectro do autismo. Neurodiversidade é um dos assuntos da vez no mundo pela necessidade cada vez maior de inclusão em todas as esferas.

Na primeira temporada, Sam, um adolescente com traços de autismo, resolve arrumar uma namorada. Sua busca por independência coloca toda a sua família em uma aventura de autodescoberta.

Pegue a pipoca, a sessão vai começar.Lembre-se:a diferença está no detalhe, empatia é fundamental e sempre é tempo de mudarmos nossa forma de pensar e agir.

Aguarde, na próxima sexta-feira, mais uma dica para você.

Pegue a pipoca, a sessão vai começar. Lembre-se:
A diferença está no detalhe, empatia é fundamental e sempre é tempo de mudarmos nossa forma de pensar e agir.

Aguarde, na próxima sex

Quer saber mais?

Cadastre-se para receber informações sobre nossos fundos